top of page

Ônibus fretados transportam 33% nas rodovias

por Nairo Alméri | publicado: 06/04/2023 em alemdofato.uai.com.br





O Anuário Estatísticos TRIIP 2022, da ANTT, mostra que, em 2022, os ônibus fretados para viagens rodoviárias transportaram equivalente a 50% dos passageiros embarcados nos do serviço regular. Foram, portanto, respectivamente, 11 milhões e 21 milhões. Pode-se afirmar, então, que os fretados responderam por 33% dos passageiros nas rodovias, excluídos os trechos semiurbanos.

O anuário da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT – Ministério dos Transportes) foi divulgado nesta quinta (06/04).

As informações abrangem operações das empresas do setor no âmbito interestadual e internacional, daí a sigla TRIIP. Além dos passageiros em linhas do “serviço regular” e “fretado”, a ANTT aponta 43 milhões pelo sistema “semiurbano”. Destaca 3 milhões beneficiados com a gratuidade no regular e semiurbano.

A ANTT caracteriza no transporte regular duas modalidades. O “serviço rodoviário”, com veículo de “características rodoviárias” e embarcam e desembarcam passageiros nos terminais rodoviários. E, o “semiurbano”, com característica urbana, mas que opera linhas rodovias inferiores a 83 km, e utiliza terminais. O transporte fretado, apresenta três modalidades: turismo, eventual e contínuo. Neste último, figuram os transportes de estudantes e trabalhadores serviço regido por contrato.

Em constantes fiscalização contra ônibus por aplicativo, a ANTT não consolida o segmento.

Tamanho das frotas

A quantidade de veículos cadastrados na ANTT, em 2022, apontou 25.135 habilitados para fretamento, 8.980 no serviço regular rodoviário, e, 603, no semiurbano. O Anuário identifica que 62,1% das companhias de fretamento possuem frotas com máximo de dois veículos habilitados, contra 15, ou acima para 38,5%, nas do serviço regular.

Outro elemento destacado é que as empresas do modal fretado são pequenas. Somente 10% teriam frotas acima de seis veículos. Em contrapartida, no regular, 52,2% operam com, pelo menos, nove.

Idade dos ônibus

A idade das frotas reflete o perfil de investimentos no setor. No grupo de empresas do nicho regular, 48,3% apresentavam idade máxima de operação de até cinco anos, contra 35,5% no fretado. Eis aí, então, um exemplo das queixas das empresas regulares na ANTT contra o setor de fretamentos.

Em termos de concentração, as empresas habilitadas do serviço regular lideraram o transporte em São Paulo (50%), Minas Gerais (46,2% e Goiás (43,4%). Ou seja, sem novidades.

9 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page